Santander: Bolsa de estudo é conquista dos trabalhadores

18


Estão abertas para bancários do Santander as inscrições para o programa de bolsas de estudo para primeira graduação e pós-graduação. As bolsas são de até 50% do valor dos cursos, com teto de R$ 644. O prazo para inscrições é até 13 de dezembro, pelo Portal RH (Desenvolvimento e Carreira > Educação > Bolsas de Estudo > Solicitar Bolsa). A bolsa é elegível para funcionários com no mínimo seis meses de contratação. Os critérios para a seleção estarão disponíveis no Portal RH a partir de 6 de novembro.


Apesar do banco não mencionar em sua propaganda interna, as bolsas de estudo são uma conquista dos trabalhadores do Santander, organizados em sindicatos, e clausulada no Acordo Aditivo de Trabalho dos funcionários do banco espanhol.


O programa de bolsas de estudo não é um benefício do banco, como o Santander faz parecer na sua propaganda interna. Ele é uma conquista dos bancários, organizados em sindicatos, da mobilização e luta dos trabalhadores, das greves da categoria, formalizada na cláusula décima do nosso Acordo Aditivo. Inclusive, o valor das bolsas é reajustado seguindo os reajustes salariais conquistados nas campanhas nacionais dos bancários.

CPA–10 e CPA-20


Essa é uma outra conquista dos bancários que proporciona qualificação profissional. Diante da exigência das certificações CPA-10 e CPA-20, a organização dos trabalhadores conquistou o reembolso por parte do banco, caso o bancário passe nas provas, da taxa de inscrição. O reembolso está clausulado na Convenção Coletiva de Trabalho dos Bancários, na cláusula 55.