Sindicato protesta contra onda de demissões no Bradesco

165

O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou nesta quinta-feira, 1º/6, um grande ato em alusão à campanha #AVergonhaContinuaBradesco. A manifestação aconteceu na agência do Bradesco da Rua Senador Alencar (Bradescão) e protestou contra a onda de demissões, fechamentos de agências e assédio diante de metas abusivas que estão acontecendo em todo o país. Os dirigentes sindicais realizaram ainda visitas às agências do Itaú, Santander, Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Caixa Econômica Federal (CEF), no centro de Fortaleza, divulgando a campanha #MenosMetasMaisSaúde.

A iniciativa foi idealizada pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco, diante das ações tomadas pelo banco que sobrecarregaram aqueles que ainda permanecem trabalhando. Além disso, os clientes e a população como um todo são afetados pelo aumento das filas, demora no atendimento e dificuldade de acesso aos serviços bancários. Mesmo tendo alcançado um lucro de mais de R$ 20 bilhões em 2022, o banco fechou 1.276 postos de trabalho, 93 agências e 174 unidades de negócios pelo país.

Embora o banco afirme que os funcionários das agências fechadas estão sendo realocados, a preocupação do movimento sindical é com a manutenção dos empregos. Muitas agências estão sendo transformadas em unidades de negócios e fechadas logo em seguida, resultando em demissões. O banco precisa cumprir efetivamente o que está previsto na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), garantindo a requalificação e realocação desses funcionários como forma de preservar seus empregos.

Além disso, o fechamento de agências afeta a economia e o comércio local das regiões, muitas vezes deixando-as sem nenhuma agência bancária, dificultando o acesso da população a serviços bancários básicos.

Os sindicatos de bancários estão unidos na luta contra essas práticas do Bradesco, buscando pressionar o banco a rever suas decisões e garantir a manutenção dos empregos, a qualidade do atendimento aos clientes e a preservação da economia local. A campanha #AVergonhaContinuaBradesco ganhou força nas redes sociais, com um tuitaço realizado na quarta, 31/5, que ampliou ainda mais a visibilidade do movimento e fortaleceu a mobilização. As discussões e ações em torno desse tema devem continuar nos próximos dias, com o intuito de ampliar a conscientização e buscar soluções que beneficiem tanto os funcionários quanto os clientes do Bradesco e a sociedade como um todo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here