Sindicato realiza ato no Santander: retorno do grupo de risco só com fim da pandemia

16

O Sindicato dos Bancários do Ceará, realizou nesta terça, 29/3, ato de caráter nacional conforme orientação da Contraf-CUT/COE Santander, exigindo respeito às mesas de negociações no tocante ao retorno ao trabalho dos funcionários do grupo de risco.

O banco, unilateralmente, desrespeitando as negociações, convocou os funcionários do grupo de risco para retornar ao trabalho no próximo dia 4/4. Mesmo com a dose de reforço da vacina, as pessoas inseridas e ou classificadas como grupo de maior risco para a Covid-19 podem ter agravamento da doença e, inclusive, a morte. Portanto, os protocolos de prevenção para estas pessoas devem se manter reforçados e continuados até o fim da pandemia.

Estranhamente o banco convoca os trabalhadores sem a sensibilidade de, em conjunto com a representação dos empregados, encontrar mecanismo de retorno de maneira gradual, respeitando a particularidade de cada caso para que, assim, todas aquelas medidas preventivas do processo negocial tenham sua eficácia quando do retorno ao trabalho. O risco não é apenas do empregado com comorbidades, é da sua família e dos colegas de trabalho.

Reivindicamos que o Santander se abstenha de convocar o retorno desses trabalhadores e suspenda os efeitos do comunicado emitido em 15/3 com previsão de retorno para até 4/4/2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here