Breves

123

CPI deve indiciar Bolsonaro por 11 crimes

O relatório final da CPI da Covid, a ser apresentado pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL), deverá pedir indiciamento de Bolsonaro por 11 crimes: epidemia com resultado de morte; infração a medidas sanitárias preventivas; emprego irregular de verba pública; pela incitação ao crime; falsificação de documentos particulares; charlatanismo; prevaricação; genocídio de indígenas; crime contra a humanidade; crime de responsabilidade e de homicídio comissivo por omissão no enfrentamento da pandemia. A expectativa é que o relatório seja votado até o final do mês. Em seguida, o texto será enviado ao Ministério Público, responsável por decidir se leva adiante ou não os pedidos de indiciamento feitos pela comissão. No caso de Bolsonaro, o indiciamento precisa ser apresentado à Procuradoria-Geral da República (PGR) – que, pela Constituição, tem a prerrogativa de protocolar ações penais contra o presidente.


Abuso sexual nos transportes

Importunação e assédio sexual são os principais motivos de insegurança das mulheres ao se deslocarem pelas cidades brasileiras, segundo uma pesquisa realizada pelos institutos Locomotiva e Patrícia Galvão com apoio da ONU Mulheres. O levantamento ouviu mais de 2 mil pessoas de todo o país, entre 30/7 a 10/8, e concluiu que o público feminino é o grupo mais vulnerável quanto às violências que ocorrem nos diversos meios de transporte, seguidas de pessoas LGBTQIA+, negras, de baixo poder aquisitivo e com alguma deficiência. Sete em cada 10 entrevistadas afirmaram já ter recebido olhares insistentes e cantadas inconvenientes enquanto se deslocavam nas cidades em que vivem. Disseram ter passado por episódios de importunação e/ou assédio sexual 36% das mulheres, número superior aos 34% que já foram vítimas de assalto, furto e/ou sequestro-relâmpago.  Além disso, 83% das mulheres afirmam que se privam de utilizar determinadas roupas e acessórios por medo de serem vítimas de alguma forma de violência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here