Caixa turbina aplicativo CAIXA TEM para privatizá-lo

25

A Caixa Econômica Federal informou que vai realizar, a partir deste mês de dezembro, o pagamento do Bolsa Família por meio da Poupança Social Digital. A iniciativa é considerada positiva pelo presidente da Fenae, Sergio Takemoto, à medida em que promove a bancarização da população de baixa renda. Mas o presidente da entidade avalia que a intenção do governo e da direção do banco é tornar o banco digital mais robusto para facilitar sua privatização.

As entidades representativas avaliam que a medida pode ser um risco para os beneficiários, já que o recurso será movimentado pelo Caixa TEM – o coração do banco digital. Se confirmar a venda, o banco digital estará sob outro CNPJ, que não é o da Caixa. O banco não explicou como vai ficar esta situação. É um risco. O investidor privado vai ter interesse em fazer a gestão de uma política pública que atende a população mais carente do País?

O Caixa TEM foi criado em tempo recorde pelos empregados do banco para tornar possível o pagamento do auxílio emergencial. O aplicativo apresentou problemas, mas a cada atualização os empregados melhoraram o desenvolvimento da ferramenta. É uma inovação pública sem precedentes, criada pelos empregados, com recurso público. Em vez de tornar o aplicativo um importante instrumento para fortalecer o banco e consolidar suas operações digitais, o objetivo do governo e da direção da Caixa é simplesmente entregar de bandeja esta área para os investidores estrangeiros. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que pretende fazer o IPO (oferta inicial de ações) em listagem no Brasil e no exterior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here