Funcionárias do Bradesco conquistam canal de atendimento às vítimas de violência doméstica

161

O Bradesco apresentou o seu canal de atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e seus familiares, com acolhimento psicológico, social e financeiro, em reunião realizada dia 25/2, por videoconferência.

O tema foi uma solicitação da COE Bradesco por transparência no cumprimento do acordo incorporado à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), em setembro de 2020, que garante a criação de um canal em todos os bancos, entre outras ações de caráter preventivo para lidar com a questão.

Fechamento de agências – Outro tema debatido na reunião, foi o fechamento das agências, anunciadas pelo presidente do banco, Octavio de Lazari, há algumas semanas. A COE reforçou mais uma vez com a direção do banco que o compromisso e a prioridade das entidades representativas dos funcionários é a garantia dos empregos, principalmente durante a pandemia.

Teletrabalho – O movimento sindical questionou quando começará a valer o acordo de teletrabalho, aprovado em 2020. O banco esclareceu que o acordo só passa a valer depois da pandemia. No momento, as equipes estão em home-office ou em situação de rodízio por conta as restrições da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), como acertado com o movimento sindical.

“As ações apresentadas pelo banco para combater a violência doméstica são importantes conquistas das bancárias. Já a luta pela garantia do emprego, sobretudo na pandemia, é uma das nossas principais bandeiras de luta e vamos continuar cobrando o compromisso assumido pelo banco em março do ano passado, de não demitir enquanto durasse a pandemia, que ainda não acabou”
Telmo Nunes, diretor do Sindicato e funcionário do Bradesco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here