Outros Toques

76

Outros Toques

Na lanterna

A economia brasileira deve ter o pior desempenho em 2022 entre 12 grandes países emergentes, segundo compilação do jornal O Estado de S. Paulo com dados do FMI e de cinco grandes consultorias e bancos. Entre as nações analisadas, os piores desempenhos, após o brasileiro, são de África do Sul (2,2%) e Chile (2,5%). Economista para emergentes da consultoria britânica Capital Economics, William Jackson diz que essas nações sofreram com a pandemia e a alta de inflação e juros. “Mas, no Brasil, tudo isso parece um pouco mais extremo”, afirma.

Democracia em cheque

O Brasil foi o país que mais sofreu uma deterioração no que se refere aos “atributos democráticos” em seu regime político em 2020 e, na década, foi um dos cinco que mais regrediu no aspecto das garantias democráticas. Um informe publicado pelo Instituto International IDEA, com sede em Estocolmo, constata que a situação do país é uma das que mais preocupa no mundo. A entidade é considerada como uma das principais referências na avaliação sobre a saúde das democracias. O informe ainda aponta como no México e Brasil, “os presidentes questionaram a integridade das comissões eleitorais antes das eleições”.

Ranking do Desemprego

A taxa de desemprego do Brasil é a 4ª maior entre as principais economias do mundo. É o que aponta ranking da agência de classificação de risco Austin Rating, que reúne dados de mais de 40 países que já divulgaram dados oficiais no 3º trimestre.  O levantamento mostra que o desemprego no Brasil é mais que o dobro da taxa média global e também o pior entre os integrantes do G20. A taxa de desemprego no Brasil em agosto, atingiu 13,7 milhões de trabalhadores, segundo a última pesquisa divulgada pelo IBGE. De acordo com o ranking, apenas Costa Rica, Espanha e Grécia registraram em agosto uma taxa de desemprego maior que a do Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here