Outros Toques

276

Outros Toques

Mortes de bebês indígenas

Após atingir níveis historicamente baixos em um período que coincidiu com a execução do Programa Mais Médicos, a mortalidade de bebês indígenas voltou a subir em 2019, depois da saída de médicos cubanos. Entre janeiro e setembro de 2019, último mês com estatísticas disponíveis no Ministério da Saúde, morreram 530 bebês indígenas com até um ano de idade, alta de 12% em relação ao mesmo período de 2018. Indígenas e especialistas citam entre as causas o fim do convênio entre o Mais Médicos e o governo de Cuba e mudanças na gestão da saúde indígena no governo Bolsonaro.

“Pibinho”

As inúmeras medidas de arrocho salarial, previdenciário e social, como reformas Trabalhista e Previdenciária, cortes em programas de habitação e distribuição de renda, que vêm sendo tomadas desde 2016 impactaram na economia do Brasil. O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) divulgado pelo IBGE dia 4/3 mostra o fracasso das políticas neoliberais do governo Bolsonaro. Em 2019, seu 1º ano do mandato, o PIB registrou crescimento pífio, de 1,1%. O percentual é menor do que o registrado em 2018 e em 2017 (1,3%). No primeiro ano do governo Lula, por exemplo, o crescimento foi de 3,5%, segundo o IBGE.

Contrato Verde e Amarelo

A MP do Contrato Verde e Amarelo pode impor ao país uma renúncia fiscal de cerca de R$ 10,6 bilhões em cinco anos. O dado é um dos destaques de uma nota técnica divulgada dia 2/3 pelo Dieese. O decréscimo irá impactar diretamente o orçamento da União, incluindo, Previdência pública, Incra e salário-educação. Também seria afetado o Sistema S, por conta dos benefícios fiscais concedidos pelo governo a empresários. A medida também reduz o depósito do FGTS e sua multa rescisória. Por esse motivo, a MP vem sendo apelidada de “bolsa-patrão”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here