BRADESCO: Sindicato intensifica luta pela vacinação e contra o assédio moral

29

Na última quinta-feira, 27/5, o Sindicato dos Bancários visitou agências do Bradesco, em Fortaleza, para debater dois principais pontos que tem afligido a categoria.

O primeiro é a inclusão dos bancários como prioritários na vacinação contra a Covid-19, já que a atividade bancária é considerada essencial durante a pandemia. “Os bancários nunca pararam durante a pandemia, prestando atendimento à população, e por isso, nós acreditamos que os bancários têm o direito de ter a sua vacinação antecipada”, destaca o diretor do Sindicato e funcionário do Bradesco, Telmo Nunes.

Ele informa ainda que o Sindicato já solicitou audiência com o governador do Estado, Camilo Santana, com a Secretaria de Saúde, e vem buscando apoio de parlamentares na Assembleia Legislativa. A Contraf já está buscando o Ministério da Saúde solicitando a inclusão dos bancários como categoria prioritária. “Estamos fazendo o debate com a categoria e também conscientizando clientes e usuários da necessidade de vacinar os bancários, até mesmo para prestar um serviço com garantias de que o cliente está sendo atendido por um trabalhador que está vacinado, minimizando os riscos de contaminação nas agências, ambientes fechados com alto risco de contaminação. É importante que a categoria saiba que estamos fazendo tudo que está ao nosso alcance para que a vacina chegue à nossa categoria”, ressaltou Telmo.

Assédio moral – “Nós temos constatado, através da atuação da COE Bradesco, que o assédio moral tem crescido dentro do banco, nacionalmente, e nós estamos muito preocupados, pois isso traz um ambiente bastante insalubre”, destacou Telmo. “Diante da busca pelo lucro, o banco às vezes fica cobrando mais resultados e isso vem através do assédio moral e nós sabemos que isso é ilegal, não podemos permitir que isso aconteça”, completou. Ele disse ainda que o Sindicato está tentando corrigir essas questões localmente, mas se não for possível ou se o problema persistir, o Sindicato vai acionar a direção do Bradesco para resolver esse problema. Em casos de denúncia, procure o Sindicato: 85 3252 4266 ou bancariosce@bancariosce.org.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here