Outros Toques

65

Outros Toques


Desligamentos por morte

O número de desligamentos por morte de trabalhadores com carteira assinada cresceu 71,6% na comparação entre os primeiros trimestres de 2020 e 2021, de acordo com o Dieese. Em números, essa porcentagem representa um aumento de 13,2 mil em 2020 para 22,6 mil em 2021. Se pegarmos os dados só da categoria bancária, esse número é ainda maior. O número de desligamentos por morte saltou de 55 no 1º trimestre de 2020 para 152 no mesmo período de 2021, crescimento de 176,4%. Foram comparados os dados do 1º trimestre de 2020, que não teve impacto muito significativo da pandemia, com o 1º trimestre de 2021, marcada pelo auge da segunda onda da covid-19 em março.

Passeio caro

A “motociata” promovida por Bolsonaro e seu apoiadores, dia 23/5, no Rio de Janeiro, envolveu mil policiais militares. Esse efetivo é o equivalente ao de um batalhão de PM de grande porte no Estado. Somente em custo de salário dos agentes envolvidos, considerando apenas as 6 horas usadas, a estimativa é um custo de R$ 485 mil. Foram 33,5 km percorridos pela cidade, cruzando bairros das zonas Oeste e Sul. Para conseguir garantir a “manutenção da ordem”, conforme informou à PM, foram mobilizados 20 batalhões.

Bolsonaro em queda

A reprovação ao governo Bolsonaro subiu 5 pontos percentuais em relação a duas semanas atrás e atingiu o recorde de 59%, de acordo com pesquisa PoderData realizada na semana de 24 a 26/5, de acordo com o site Poder360. É a maior taxa de rejeição a Bolsonaro desde junho de 2020, quando essa pergunta passou a ser feita a cada 15 dias. Aumentou de 51% para 55% o percentual dos brasileiros que avaliam o trabalho pessoal de Bolsonaro como “ruim” ou “péssimo”. Outros 28% dizem que o presidente é “bom” ou “ótimo”, mesmo número da pesquisa anterior. Foram 2.500 entrevistas em 462 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here