Caixa anuncia novas unidades de atendimento, mas número de empregados é insuficiente

36

A Caixa Econômica Federal anunciou, no dia 20/5, a ampliação da rede de atendimento em 2021. Segundo o banco, serão 130 novas unidades, em 128 diferentes municípios. O aumento da rede comprova a necessidade e a importância do banco público para a população brasileira.  No entanto, para atender as novas unidades, é preciso contratar mais empregados, uma vez que a Caixa tem um déficit atual de quase 20 mil trabalhadores.

Para se ter uma ideia, a Caixa fechou o ano de 2014 com 101,5 mil empregados. Hoje, de acordo com o balanço do 1º trimestre de 2021, o número caiu para 81.876 trabalhadores – 19.624 empregados a menos para atender a um público cada vez maior. Somente no último ano, 2.943 postos de trabalho foram fechados, influenciados pelo Programa de Desligamento Voluntário (PDV).

Outro dado que impressiona é o número de clientes por empregado. Em 2007, a média era de 575,7 clientes por empregado; no primeiro trimestre deste ano, a média subiu para 1.780 – aumento de mais de 300%.

O banco diz que está em processo de contratações. Em março, a direção da Caixa anunciou a convocação de 2.766 empregados. Informou também que está “em curso” a contratação de 566 bancários com foco no Norte e Nordeste, em função da abertura de novas unidades. Até o primeiro trimestre deste ano, contudo, 211 empregados foram admitidos.

Novas unidades – Segundo matéria divulgada pela Caixa, das 130 novas unidades, 51 unidades serão especializadas em agronegócio e 79 unidades para atendimento ao público. Com a expansão da rede, a Caixa vai atuar em todos os municípios com mais de 40 mil habitantes. Serão, no total, 4,3 mil unidades próprias, entre agências e unidades especializadas de atendimento. A Caixa conta, ainda, com 8.985 correspondentes Caixa Aqui; 13.226 unidades lotéricas, 2 agências-barco e 8 agências-caminhão. Das unidades de atendimento, 43 estarão no Nordeste, 33 na região Norte, 20 no Centro-Oeste, 20 no Sudeste e 14 na região Sul. Já as unidades especializadas no agronegócio, 18 estarão no Centro-Oeste, 12 no Sudeste, 12 no Sul, 5 no Nordeste e 4 na região Norte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here