Breves

17

PL das Fake News é aprovado

O projeto de lei (PL) das fake news, que em tese tem como objetivo o combate à desinformação na internet, possui regras que violam os direitos dos usuários e ferem a privacidade. Aprovado pelo Senado, dia 30/6, o texto também ameaça a liberdade de expressão, de acordo com entidades da área de comunicação e especialistas. Na avaliação de Flávia Lefréve, integrante do Intervozes, apesar de o projeto ter boas intenções, não foi realizado um debate amplo a respeito do tema, o que pode resultar em problemas para a sociedade. Um dos pontos criticados por ela diz respeito à determinação para que empresas armazenem, por três meses, os registros de mensagens encaminhadas em massa. Além disso, elas terão que indicar os usuários que realizaram os encaminhamentos em massa com data e horário, e dados dos usuários que receberam esse conteúdo. Além disso, o texto aprovado no Senado permite que a plataforma digital exclua conteúdos, sem notificar o usuário.

Até a propaganda é fake

E falando em fake News, a presidência da República virou alvo de críticas após vincular propaganda oficial. A campanha “Alô, presidente” comprou foto de uma senhora que eles chamam de ‘Dona Maria Eulina’, uma nordestina. Ela é na verdade, dona Délia, mora no interior de SP. A foto foi tirada por um dos netos da mulher e colocada em um banco de imagens e não é a primeira vez que a foto dela é usada em propaganda. Depois da denúncia de que a propaganda era fake, a Secretaria de Comunicação do governo disse que era uma campanha piloto, ou seja, uma espécie de teste, e tirou a peça do ar. Nas redes sociais, o presidente foi desmascarado e um vídeo mostra de onde as fotos foram tiradas. A foto atribuída à Dona Maria Eulina, por exemplo, pode ser encontrada no site iStock, basta procurar por “mulher idosa feliz”. Já a imagem do suposto Francisco Valmar, outro rosto com quem Bolsonaro finge conversar na propaganda, está no site Shutterstock – é só procurar por “pessoa velha em fábrica”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here