Funcionários do BB fazem dia de luta para negociar trabalho presencial

57

No último dia 2/12, os funcionários do Banco do Brasil em todo o país fizeram um Dia Nacional de Luta nas redes sociais cobrando da direção do banco para debater e negociar o retorno ao trabalho presencial e a implementação do acordo de teletrabalho.

O funcionalismo do BB participou de um tuitaço em protesto pelo fim do trabalho em home office e pela implementação do acordo de teletrabalho, além de criticarem as ações do BB que colocam em risco a saúde dos bancários em meio à pandemia.

A representação dos funcionários segue solicitando ao banco uma agenda para negociar as questões, pois a pandemia ainda não acabou e as autoridades de Saúde confirmam a chegada ao Brasil de uma nova variante da Covid-19, a ômicron. “Queremos que o BB mantenha os protocolos de segurança e o trabalho em home office, sobretudo para o grupo de risco e que cumpra o acordo assinado com as entidades”, destacou o diretor do Sindicato e funcionário do BB, José Eduardo Marinho.

Na semana passada, o BB divulgou a escala para o retorno gradativo, com a meta de, até o final de dezembro, não ter mais nenhum funcionário em home office. A escala inclui o retorno dos funcionários do grupo de risco. Mas, em algumas localidades, 100% dos trabalhadores já estão em trabalho presencial. Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), consultada pela Contraf-CUT, as pessoas do grupo de risco com comorbidades deveriam voltar ao trabalho presencial somente mediante a orientação de um médico assistente. “Nossa prioridade é preservar a vida e a saúde dos bancários e da população. Negocia BB”, reforçou o presidente do Sindicato, Carlos Eduardo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here